lunes, octubre 3, 2022
HomeREDES5GPresidente da Claro pede moderação nas expectativas com o 5G

Presidente da Claro pede moderação nas expectativas com o 5G

Segundo José Félix, presidente da operadora, a maior mudança neste primeiro momento será a maior velocidade. Ele também acredita que a renda média do Brasil é o maior problema do setor.

Leer en español

O presidente da Claro no Brasil, José Félix, alertou nesta quinta-feira, 11, sobre as expectativas para o 5G neste momento de implementação da tecnologia. Segundo o executivo, a primeira mudança perceptível será a maior velocidade.

“A primeira coisa notável no 5G vai ser um aumento de velocidade”, afirmou em sua participação no Seminário 5G.Br, organizado pelo Ministério das Comunicações em São Paulo. “O restante, como os carros autônomos e a cirurgia à distância, não vai acontecer de imediato, vai acontecer aos poucos, sem que a gente se dê conta”.

Ele explicou que a velocidade é o fator mais notável porque é o que aparece de modo massivo, para todos os consumidores finais. “A baixa latência e a capacidade de milhares de conexões simultâneas aparecem na Internet das Coisas (IoT), que é mais voltada para a indústria no futuro.”

Félix também disse que o cumprimento das obrigações de cobertura relacionadas ao 5G pode terminar antes de 2029, se as operadoras continuarem a instalar mais antenas do que o mínimo exigido pelo Edital do 5G.

Redução do ICMS

Questionado sobre a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e se isso pode ajudar a ampliar a cobertura do 5G, Félix respondeu que este é um fato que merece ser comemorado. “Com a renda que o Brasil tem, não poderia existir um imposto daquela ordem de grandeza. Sem dúvida, a renda do Brasil é hoje, para nós operadores, o principal problema do setor”.

Isso porque a implementação da tecnologia dependerá de “bilhões de dólares em investimentos”, comentou o presidente da Claro. “Para remunerar todo esse capital, precisa de assinantes. E o que a gente vê no mercado é que o assinante tem dificuldade de pagar a conta”.

A expectativa do setor, segundo Félix, é que a redução no imposto possibilitará a entrada de novos brasileiros no mercado de telecomunicações.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS