miércoles, septiembre 28, 2022
HomeREDES5GTIM ativa 5G Standalone na faixa de 3,5 GHz em Brasília

TIM ativa 5G Standalone na faixa de 3,5 GHz em Brasília

A operadora começa a operação do 5G SA no 3,5 GHz levando sinal para 50% da população do Distrito Federal.

Leer en español

A TIM lança hoje sua primeira rede comercial 5G Standalone (SA) na faixa de 3,5 GHz em Brasília. A frequência, comprada no leilão em novembro passado, foi liberada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta semana.

A operadora começa a operação com 100 antenas ativas, levando o sinal para 50% da população do Distrito Federal. Serão ativadas outras 64 antenas nos próximos dois meses, atingindo 65% da população.

O CEO da TIM, Alberto Griselli, afirma que a empresa trabalha desde 2019 para o 5G, com a criação de laboratórios e a realização de testes pilotos. “Agora, entregamos a primeira rede comercial Standalone, e, em paralelo, seguimos atuando fortemente no segmento corporativo, fechando novas parcerias para que a tecnologia impulsione negócios e revolucione diferentes setores da economia do Brasil”, disse o executivo.

Relacionado: TIM alcança recorde de velocidade em teste 5G SA no Brasil

A partir desta quarta-feira, o 5G SA da TIM estará disponível nas regiões de Águas Claras, Asa Norte, Asa Sul, Ceilândia, Cruzeiro, Gama, Guará, Lago Norte, Lago Sul, Noroeste, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, Setor de Indústria e Abastecimento, Taguatinga e Vicente Pires.

As outras operadoras que podem lançar o 5G SA comercial em Brasília na faixa de 3,5 GHz são Claro e Vivo.

Pacote adicional para 5G 

Todos os clientes que possuem um smartphone compatível com o 5G SA terão acesso à tecnologia. Mas a TIM também lançou um pacote adicional para os clientes pós-pago TIM Black e TIM Black Família.

O plano dá acesso a mais 50 GB de Internet e navegação ilimitada no Twitch. A operadora ainda firmou uma parceria com a AWG, que permitirá aos clientes jogarem títulos como Fortnite e eFootball, sem a necessidade de um PC gamer ou console. Se o usuário adquirir o pacote adicional nos três primeiros meses após o lançamento, terá gratuidade da parceria por 12 meses. Após esse período, ele custará R$ 20,00 por mês.

Investimento no 5G

A TIM investiu R$ 1,05 bilhão para comprar 11 lotes de radiofrequências para o 5G no ano passado, e foi a operadora que mais licenciou antenas para ativar a tecnologia no 3,5 GHz no Distrito Federal até o momento, com 164 antenas.

Além do valor pago pelas frequências, os compromissos associados ao leilão farão a companhia desembolsar mais dinheiro até 2029, sendo R$ 2,1 bilhões para a limpeza da faixa de 3,5 GHz, implementar a rede privativa do governo e para o Programa Amazônia Interconectada e Sustentável, e mais R$ 630 milhões para conectar as escolas. Ainda há a obrigação de conectar municípios e localidades sem 4G em alguns estados.

Em abril, a companhia ativou as primeiras antenas 5G SA em Curitiba, no Paraná, utilizando a faixa de 2,3 GHz. A ação faz parte do Cidade 5G, um projeto da TIM e da Huawei para trabalhar o conceito de cidade inteligente.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS