miércoles, diciembre 7, 2022
HomeDPL NEWSEmbratel aposta em Inteligência Artificial para Bot Inteligente

Embratel aposta em Inteligência Artificial para Bot Inteligente

O Bot Inteligente da Embratel é personalizado de acordo com as necessidades das empresas, permitindo uma comunicação mais assertiva.

Leer en español

A Embratel lançou nesta semana o Bot Inteligente, uma plataforma de assistente virtual com Inteligência Artificial e Machine Learning que faz o atendimento ao cliente de outras empresas. Segundo a Embratel, o contato com os usuários pode ser feito por meio de texto, imagem, voz e outros recursos interativos, conforme a necessidade.

Para Andrea Mannarino, diretora de Operações de Soluções Digitais da Embratel, a vantagem da nova solução é que permite reduzir custos operacionais, já que o Bot Inteligente é personalizado para o perfil de cada empresa, possibilitando uma comunicação mais assertiva. 

A novidade pode ser utilizada em diversos setores, como financeiro, comércio, indústria, governo, turismo, saúde, entretenimento, seguros e escritórios de serviços.

Leia também: Embratel defende regulação do espaço para satélites

Como funciona

A primeira fase para implementar a novidade é de planejamento, realizada por uma equipe de consultoria para identificar as necessidades de negócios da empresa. Depois disso, é criada uma Persona do Bot customizada, que se comunica seguindo as características de cada companhia, por exemplo, usando expressões regionais, formais ou informais. 

Os recursos de Machine Learning permitem que a solução mantenha um aprendizado constante baseado nos diálogos e aceleram o atendimento com maior nível de assertividade. Além disso, a plataforma não possui fila de espera e oferece alta disponibilidade, o que melhora a experiência dos clientes finais

O Bot ainda conta com um painel de controle para as empresas e dá acesso a relatórios de apoio à decisão, geração de insights e criação de campanhas promocionais.

Satélite

Nesta semana, a Embratel também recebeu autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para explorar o satélite Star One D2 em novas faixas de frequência para telecomunicações – 8.165 MHz a 8.201 MHz e 8.216 MHz a 8.252 MHz (enlaces de subida) e 7.515 MHz a 7.551 MHz e 7.566 MHz a 7.602 MHz (enlaces de descida) – e para telemetria, rastreio e comando – 7.250 MHz, 7.255 MHz, 7.500 MHz e 7.700 MHz (enlace de descida).

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS