domingo, noviembre 27, 2022
HomeDPL NEWSBID libera US$ 164 milhões para transformação digital de São Paulo

BID libera US$ 164 milhões para transformação digital de São Paulo

O montante financiará projetos de conectividade, digitalização da saúde, modernização do Poupatempo Digital, entre outros.

Leer en español

O estado de São Paulo receberá US$ 164 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para acelerar a transformação digital. Segundo o BID, os recursos serão para fortalecer a cibersegurança e a Central de Dados do Estado de São Paulo, financiar a conectividade de populações vulneráveis, entre outras ações.

A ação faz parte do programa Brasil Mais Digital, anunciado em abril de 2021, para o qual o BID aprovou até US$ 1 bilhão para contribuir com a transformação digital do país

Ações

O projeto inclui modernização da plataforma Poupatempo Digital, em que os cidadãos conseguem acessar serviços de previdência, registros pessoais, moradia, transporte, entre outros; e o fortalecimento da Central de Dados, que inclui o desenvolvimento de uma estratégia estadual de dados e promoverá o aperfeiçoamento do portal de transparência e dados abertos.

São Paulo também vai investir em medidas para aprimorar a conectividade da população vulnerável em áreas com menor acesso à Internet e na aceleração da digitalização do setor de saúde, com a ampliação de serviços de telessaúde.

A ação ainda prevê alfabetização digital para mulheres e funcionalidades de acesso universal para pessoas com deficiência para a digitalização de serviços públicos estaduais.

Relacionado: São Paulo investe R$ 15 milhões em modernização da gestão pública

Os dados levantados pelo BID indicam que cerca de 635 mil pessoas não possuem cobertura móvel (1,37% da população) e não há banda larga fixa em 13% dos lares. Os serviços de banda larga são particularmente baixos na região do Vale do Ribeira, que inclui 22 municípios.

O estado tem um nível médio de governo digital, ficando na posição 11 de 27. Para o banco, isso impede São Paulo de melhorar a eficiência, já que um serviço transacional digital custa 5% em relação a um presencial.

O crédito para São Paulo tem o prazo de amortização de 24,5 anos e 6 anos de carência. A taxa de juros é baseada na SOFR (Secured Overnight Financing Rate) e o acordo prevê uma contribuição de US$ 41 milhões do governo estadual – o custo total dos projetos é de US$ 205,3 milhões e será desembolsado num prazo de cinco anos.

Brasil Mais Digital

Esta é a quinta operação do programa Brasil Mais Digital. O primeiro estado a firmar compromisso com o BID foi o Ceará, que está investindo na prestação de serviços públicos e na eficácia da gestão do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará.

Recentemente, o estado de Alagoas também recebeu crédito de US$ 15 milhões para melhorar as capacidades digitais do governo, modernizar o parque tecnológico do estado e ampliar a conectividade escolar.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS