Poder público está mais conectado e mais engajado nas redes sociais 

Pesquisa TIC Governo do CGI.br, mostra que 99% dos órgãos federais e estaduais possuem perfis nas redes sociais e 91% disponibiliza serviços online à população.

A partir da coleta de dados em todas as esferas hierárquicas dos poderes judiciário, executivo e legislativo nos âmbitos federal e estadual, a pesquisa TIC Governo, do CGI.br (Comitê Gestor da Internet), mostrou um crescimento na maturidade informatizada e tecnológica dos órgãos públicos em 2023.

Se atualmente 91% do poder público disponibiliza de serviços online, este número era 18% menor do que há 10 anos quando a pesquisa foi realizada pela última vez. O levantamento revela que 100% dos poderes legislativos e judiciários possuem websites mas que, de forma geral, a digitalização de governo é mais presente na esfera federal (99%) do que na estadual (92%), onde se destacam as prefeituras.

“Enquanto a maioria (94%) das prefeituras de localidades com mais de 500 mil habitantes ofereceram cinco ou mais tipos de serviços online em 2023, essa era uma realidade para pouco mais da metade (56%) das prefeituras de municípios com até 10 mil habitantes”, diz o estudo.

Também 54% das prefeituras disponibilizam conexão wi-fi gratuita nas zonas públicas dos municípios, sendo essa prática mais comum em 79% das capitais.

Talvez possa interessar: Embratel: nuvem, cibersegurança e automação são os pilares do governo digital

Redes sociais

A pesquisa revelou que em 2023, 99% dos órgãos federais e 93% dos estaduais tinham perfis em redes sociais. Notadamente, as plataformas mais utilizadas foram Instagram ou Flickr (89%), Facebook (72%), YouTube ou Vimeo (67%) e WhatsApp ou Telegram (52%). 

O TikTok foi mencionado por 29% dos órgãos federais e 12% dos estaduais. Entre as prefeituras, 95% tinham perfis no Facebook (86%), Instagram ou Flickr (83%) e WhatsApp ou Telegram (53%) sendo os mais comuns.

O TikTok foi mencionado por 4% das prefeituras, sendo mais popular também nas capitais. Alguns exemplos de bom engajamento com o cidadão nas redes sociais são os perfis das prefeituras do Rio de Janeiro e de Salvador-BA, que aproveitam as trends para falar com sua população de forma descontraída, promovendo as ações da prefeitura, por vezes, enaltecendo as qualidades e características da cidade e seus moradores.

Embora não tenha sido citado na pesquisa, o X (antigo Twitter) é o segundo perfil com maior engajamento pela prefeitura do RJ, tendo uma média de 423 mil seguidores. No instagram, seu perfil conta com 929 mil seguidores. A postagem em questão brinca com as cobranças de uma jornalista local para mostrar que os projetos foram entregues. 

Em 2023, a maioria das prefeituras usava duas ou três redes sociais, e a proporção de prefeituras com perfis em quatro ou mais redes aumentava com o tamanho da cidade.

Leia também: ANPD será responsável por gestão de IA no Brasil

Uso de inteligência artificial

Em 2023, o uso de inteligência artificial (IA) aumentou de 24% para 30% e o de Internet das Coisas (IoT) de 18% para 27% entre órgãos públicos federais e estaduais, enquanto a adoção de Blockchain se manteve estável (13% para 15%).

Novamente, a IA foi mais adotada por órgãos federais (49%) do que estaduais (28%). Os principais motivos para a não utilização de IA incluíram a falta de pessoal capacitado (34% federais, 32% estaduais). Outros fatores mencionados por estados foram incompatibilidade tecnológica (32%) e dificuldades com dados (31%).

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies