GT de Comunicações quer radiodifusão mais plural

Leer en español

Além das big techs, o Grupo de Transição de Comunicações também possui um plano para a radiodifusão. Jorge Bittar, que faz parte do GT de Comunicações, afirmou em entrevista à TV PT que o grupo visa uma televisão mais plural para a população.

Ele não deu detalhes sobre como essa pauta entrou no relatório final, mas afirmou que “o ideal seria que essas grandes redes nacionais pudessem dedicar mais tempo para as transmissões regionais, para o desenvolvimento de conteúdos do Nordeste, Norte, Sul do país, de forma que os brasileiros se vissem na televisão com toda a diversidade cultural, ética e com toda a diversidade de biomas que marca o território brasileiro”.

“Nós queremos uma televisão que seja plural, diversa e que tenha forte controle social, no sentido mais democrático. Ninguém está advogando controle sobre conteúdos”.

Regulação de plataformas digitais

Ele também explicou que uma sugestão do GT é criar uma nova Secretaria no Ministério das Comunicações que fique responsável por discutir com outros setores o tema de regulação sobre big techs. “Será algo feito de forma democrática. A ideia é realizar estudos, depois consulta pública para construir uma legislação democrática, participativa e que permita avançar a pluralidade dessas redes”.

Para Bittar, o problema relacionado às grandes empresas é que elas são dominadoras, “porque não há um mercado competitivo”. Isso resulta em descontrole de notícias falsas e em mau uso de dados pessoais, por exemplo.

O GT das Comunicações entregou o último relatório no final de semana e, nesta terça-feira, haverá uma cerimônia de encerramento dos trabalhos dos grupos de transição em que o presidente eleito Lula receberá os trabalhos desenvolvidos.

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies