Operadoras estão com até 6% das redes afetadas no litoral de São Paulo

O Ministério das Comunicações (MCom), a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e as operadoras de telecomunicações estão agindo para restabelecer a comunicação no litoral norte de São Paulo.

As chuvas intensas no final de semana causaram deslizamentos, quedas de árvores, rompimento de cabos de fibra óptica, entre outros danos. Quarenta e oito pessoas morreram e outras 38 estão desaparecidas.

Segundo o MCom, as operadoras Claro, TIM e Vivo estão com até 6% das redes afetadas, sendo que São Sebastião é a cidade mais crítica.

“O ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio França, me ligou disponibilizando e colocando toda a infraestrutura e logística do Porto de Santos, para que a gente possa levar equipes e equipamentos a regiões onde o acesso só se dá pela água. Além disso, também estou em contato com o Ministério de Minas e Energia, porque a energia impacta diretamente o serviço de telecomunicações”, destacou o ministro Juscelino Filho.

Ações da Anatel

A Anatel ajudou na recuperação de, pelo menos, 5 corpos e no resgate de 3 crianças. A Agência enviou técnicos que usam analisadores de espectro para identificar ondas eletromagnéticas transmitidas no local, além de uma antena diretiva para indicar a direção do sinal detectado.

A Anatel explica que os celulares ligados “tentam se comunicar constantemente com as estações de transmissão das operadoras, mesmo onde não há sinal disponível”. Com os sensores, os fiscais da Anatel identificam locais onde há aparelhos em funcionamento e acionam outras equipes de resgate. Com cães farejadores, é possível confirmar a existência de pessoas nos pontos identificados.

A Agência também confirmou o envio de mais de 125 alertas via SMS, que resultaram em mais de 10,7 milhões de notificações. Ainda teve mensagens via TV por assinatura e aplicativos de mensagens.

Nesta quinta-feira, a Anatel afirmou que a maioria das redes móveis já está 100% ativa e sem sinais de congestionamento nas redes de telecomunicações de telefonia móvel. E reconheceu o esforço conjunto da Claro e da TIM na abertura de roaming para os clientes.

Ações das operadoras

Em nota à DPL News, a Claro informou que sua rede está “funcionando próximo da normalidade no Litoral Norte de São Paulo, sendo que opera com mais de 95% de seus sites”.

“A empresa esclarece que os seus clientes podem ter tido dificuldades para acessar os serviços, por conta de rompimento de fibra, ocasionada por quedas de árvores, e também pela falta de energia, causada pelas fortes chuvas na região. A empresa ressalta que, mesmo com acesso limitado em alguns locais interditados, esteve e está em contato com a companhia de energia elétrica e com equipes técnicas atuando para que os serviços fossem restabelecidos no menor tempo possível”, diz a nota.

A empresa também vai dar bônus gratuito de Internet móvel para todos os clientes da região. O bônus tem validade de 7 dias e oferece 5 GB. 

A TIM afirmou nesta quinta-feira que restabeleceu integralmente os serviços de dados e voz na região. “Os sites próprios já estão quase todos operantes, somando mais de 400 antenas em toda a região. Além disso, a TIM promoveu a abertura do roaming entre operadoras para compartilhamento de acesso. Técnicos da empresa seguem em campo fazendo todo o atendimento necessário”.

A Vivo informou que seus serviços de voz e dados já foram restabelecidos em boa parte das regiões afetadas e que está trabalhando ininterruptamente para retomar a operação. “A companhia ressalta que vem utilizando meios alternativos para acessar áreas ainda de difícil acesso.”

MCom

Representantes das operadoras e de associações de telecomunicações se reuniram com o MCom e com a Anatel nesta quarta-feira para avaliar os danos.

Eles também avaliam criar um protocolo emergencial para o setor para situações como essa. “É um bom encaminhamento a gente tentar construir esse protocolo. Estamos em alerta porque, nos próximos dias, pode haver novos episódios de chuvas fortes na região, ocasionando outros problemas e um protocolo como esse, reunindo os atores do setores público e privado, pode ajudar em novas crises”, disse o ministro.

Na terça-feira, o MCom e a Telebras enviaram 10 antenas portáteis para São Sebastião, além de engenheiros para dar suporte e treinamento para utilização das antenas. Outra medida é manter os pontos de acesso a redes Wi-Fi abertos para facilitar a comunicação.

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies