miércoles, diciembre 7, 2022
HomeTECNOLOGÍABrasil | MCTI e EMBRAPII destinam R$ 27,8 milhões para projetos de...

Brasil | MCTI e EMBRAPII destinam R$ 27,8 milhões para projetos de inovação com a indústria

Oito centros de pesquisa foram selecionados para desenvolver projetos em áreas como Internet das Coisas, Biotecnologia e Manufatura 4.0, entre outros.

MCTI

O Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovações (MCTI) e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII), organização social vinculada à pasta, divulgaram nesta segunda-feira (24) os nomes de oito centros de pesquisa que vão ingressar no ecossistema de Unidades EMBRAPII. Os selecionados terão disponíveis R$ 27,8 milhões da EMBRAPII para atuar em projetos de inovação da indústria nacional.

As novas Unidades vão atuar nas áreas de Internet das Coisas (IoT), Manufatura 4.0, Tecnologias 3D; Biotecnologia aplicada à Micropropagação de Culturas Vegetais e Processos Metalúrgicos Extrativos e Biotecnológicos. A expectativa é gerar R$ 75 milhões de investimentos em inovação à medida que o modelo soma a contrapartida financeira do setor produtivo e o recurso econômico da empresa. Com o credenciamento, a EMBRAPII/MCTI passa contar com 85 unidades credenciadas

O ministro do MCTI destacou que esse anúncio é resultado de um esforço de trabalho integrado da pasta. Para ele, ações como essa irão impulsionar o crescimento da indústria brasileira tornando-a mais competitiva e inovativa. Para o diretor-presidente da EMBRAPII/MCTI essas novas unidades irão impulsionar ainda mais o desenvolvimento de soluções inovadores com projetos que envolvem transformação digital e tecnologias sustentáveis. Dessa forma, a empresa segue sua missão de fortalecer a indústria brasileira.

As cinco Unidades que irão desenvolver projetos nas áreas de IoT e Manufatura 4.0 são: Instituto Metrópole Digital/UFRN, de Natal (RN); Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), de São Paulo; Instituto Atlântico, de Fortaleza (CE); Fundação para Inovações Tecnológicas (FITec) e Centro de Pesquisas Avançadas Wernher von Braun, ambos de Campinas (SP). Elas vão integrar a Rede MCTI/EMBRAPII de Inovação em Tecnologias e Inovação Digital e vão apoiar o processo de digitalização e transformação digital da indústria brasileira, tais como aplicações inteligentes em nuvem; análise avançada de dados de produção industrial; sistemas e equipamentos digitais para integração da manufatura; sistema de inteligência de dados da manufatura; identificação, rastreamento e sensoriamento; digitalização, automação e produção inteligente; projeto de dispositivos de ponta e borda para IoT, entre outros.

As outras três selecionadas foram escolhidas entres as unidades de pesquisa vinculadas ao próprio MCTI: Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, de Campinas (SP), que vai apoiar a indústria em projetos inovadores que envolvam Tecnologias 3D; o Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (CETENE), de Recife (PE), que será credenciado na área de biotecnologia aplicada à Micropropagação de Culturas Vegetais; e o Centro de Tecnologia Mineral (CETEM), do Rio de Janeiro, que focará em processos metalúrgicos extrativos e biotecnológicos.

Novas Unidades EMBRAPII fortalecem o ecossistema de PD&I

O credenciamento das oito novas Unidades EMBRAPII foi realizado por meio de duas chamadas públicas. A chamada focada em unidades de pesquisa do MCTI recebeu oito propostas. Já o processo com a temática em IoT e Manufatura 4.0 recebeu 25 propostas de ICTs vinculadas ao CATI – Comitê da Área de Tecnologia da Informação MCTI. Os candidatos tiveram que demonstrar que tinham experiência no desenvolvimento de projetos de PD&I na área temática da chamada, em parceria com a indústria.

DPL News
DPL Newshttps://dplnews.com/
Digital Policy & Law es una empresa especializada en el análisis estratégico de las políticas públicas de telecomunicaciones, TIC y economía digital.

Publicidad

LEER DESPUÉS