domingo, enero 29, 2023
HomeTRANSFORMACIÓN DIGITALCiberseguridadBrasil | Marcos Pontes anuncia Programa de Segurança Cibernética

Brasil | Marcos Pontes anuncia Programa de Segurança Cibernética

Atuação do governo federal por meio do MCTI em parceria com o setor produtivo na qualificação profissional e computação quântica também foram temas de live sobre Transformação Digital.

MCTI

O Bate Papo Ciência e Tecnologia no Dia a Dia, dessa terça-feira, 1º, teve como tema “Governo Federal na transformação digital do país”. Durante a live o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, anunciou o lançamento do Programa de Segurança Cibernética MCTI. A iniciativa será detalhada nas próximas semanas e contará com execução da Softex.

“O governo tem atuado como um capacitador e um facilitador da transformação digital. Por isso, é fundamental apoiar esforços contínuos para desenvolver e fortalecer a infraestrutura de cibersegurança do Brasil”, disse o ministro Marcos Pontes.

Segundo dados da pesquisa PwC Digital Trust Insights 2022, que contou com a participação de 3,6 mil executivos de negócios, tecnologia e segurança, cerca de 83% das organizações empresariais no Brasil deverão aumentar o investimento em segurança cibernética em 2022, pois o número de ataques aumentou em 330% durante o período da pandemia de Covid-19. Além disso, segundo o IDC, ao longo deste ano o setor de segurança deverá receber cerca de US$ 133 bilhões em investimentos.

“Esse cenário abre uma importante janela de oportunidade para startups com soluções de impacto nesta área. É aí que entra o Programa de Segurança Cibernética, uma ferramenta para aumento da densidade de empresas especializadas, aceleração e fomento ao desenvolvimento de projetos inovadores neste segmento crítico para organizações de todos os portes e setores da economia”, disse Diônes Lima, vice-presidente da Softex, durante a live.

Ele destacou que a iniciativa contará com o apoio de um fundo de investimentos. “Para cada real investido pelo Governo, o mesmo valor será aportado pelo fundo, comprovando o valor das políticas públicas percebido pela iniciativa privada, que está financiando o programa em conjunto com o Governo”, complementou.

Além de acelerar o desenvolvimento de soluções, o programa de inovação aberta Segurança Cibernética MCTI nasce também com os objetivos de capacitar profissionais, fomentar a competitividade, a inovação e a eficiência do setor produtivo brasileiro, bem como apoiar uma maior interação e conexão entre os atores do ecossistema de inovação.

O cronograma de atividades do Programa de Segurança Cibernética MCTI, que será apresentado nas próximas semanas, está dividido em três etapas. A primeira será o mapeamento e a seleção de 100 soluções para pré-aceleração a partir do lançamento de uma chamada pública. Na segunda, os projetos serão avaliados e 50 selecionados para investimento por uma comissão julgadora integrada por especialistas do ecossistema de inovação. Já na terceira e última fase, 25 startups serão conectadas a empresas-âncora, terão suas soluções por elas testadas e chanceladas, e receberão uma segunda rodada de investimentos.

Outros temas

O bate papo teve como foco as ações estratégicas definidas do governo federal como habilitador e facilitador a transformação digital no setor produtivo do país, assim como na capacitação de recursos humanos para essa nova realidade, e na atuação do Estado como prestador de serviços e garantidor de direitos.

O presidente da Softex, Ruben Delgado, destacou a importância da capacitação e das grandes oportunidades nas áreas de tecnologias. “Essa é a oportunidade que o mundo está oferecendo para a transformação digital”, diz.

O secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim, falou sobre os desafios do processo das transformações digitais, que requer um grande esforço, além de estimular e gerar emprego. “ A questão da regulação é fundamental para preservar aspectos da cidadania, aspectos de segurança jurídica para empresas e o bom relacionamento do governo”, afirma.

O diretor de Ciência e Tecnologia e Inovação Digital do MCTI, José Gontijo, falou sobre a transformação digital, e como a população deve ser preparada para entender como a tecnologia funciona. “Transformação digital é o processo de você se reinventar e adaptar as tecnologias que vem surgindo, dentro da sua vida, dentro da sua empresa”, explicou Gontijo.

Também participou do bate papo de forma virtual, o diretor de computação SENAI/CIMATEC, Adhvan Furtado, que explicou a importância da computação quântica. “A computação quântica vai mudar a maneira como a gente processa a arquitetura tradicional dos computadores, para um novo desenho que vai permitir que o computador tenha um desempenho milhares de vezes melhor”, relata.

Aliado as transformações digitais e novas tecnologias, o Governo Federal e o MCTI, acreditam que isso pode ajudar de forma significativa a atuação do governo e de todos os demais órgãos, o que irá promover um melhor desempenho, capacitação e inclusão.

DPL News
DPL Newshttps://dplnews.com/
Digital Policy & Law es una empresa especializada en el análisis estratégico de las políticas públicas de telecomunicaciones, TIC y economía digital.

LEER DESPUÉS