Brasil | Juscelino Filho e Lula se reunem para definir auxílio aos municípios da Região Sul

Governo Federal liberou R$1,6 bilhão para ajudar a população afetada pelas fortes chuvas no Rio Grande Sul; o MCom, em parceria com a Telebras, já entregou 14 antenas de conexão banda larga

O presidente da República, Luíz Inácio Lula da Silva, reuniu-se com ministros, nesta terça-feira (12), para anunciar a liberação de mais de R$1,6 bilhão para ajudar municípios gaúchos afetados por ciclone. O Ministério das Comunicações (MCom), em parceria com a Telebras, já entregou 14 antenas de conexão banda larga via satélite para viabilizar a conectividade para as equipes de apoio humanitário e a população atingida.

“Em parceria com outros ministérios e órgãos da Defesa Civil Nacional, Ministério das Comunicações continua atuando junto às entidades vinculadas, às operadoras de rede móvel e de rede fixa, e às provedoras de Internet para viabilizar a conectividade para as equipes de apoio humanitário e para pessoas atingidas”, assegurou o ministro das Comunicações, Juscelino Filho.

O MCom realizou, em 6 de setembro, reunião emergencial junto às entidades vinculadas, operadoras de rede móvel e provedores de internet tratou de medidas para garantir conectividade e serviços de telecom na região.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) acionou protocolo emergencial liberando o roamming nos locais onde os fortes ventos e chuvas afetaram a infraestrutura de telecomunicações. As operadoras presentes na reunião – Claro, TIM, Vivo, Algar e Oi – estão comprometidas em restabelecer o sinal de telefone e internet o mais rápido possível.

Já os Correios além de coletar donativos, está transportando gratuitamente as doações arrecadas, trabalham de forma contingencial diante os transtornos, na tentativa de minimizar os impactos para empregados e clientes. Uma equipe multidisciplinar viabiliza medidas para a normalização dos serviços nas agências que foram alagadas. Outras iniciativas incluem adaptações em itinerários do transporte de cargas e ajustes nos prazos de entrega.

GOVERNO FEDERAL – Uma linha de crédito no valor de R$ 1 bilhão será aberta, via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para ajudar a recuperar a economia das cidades afetadas pelo desastre. E outros R$ 600 milhões de FGTS serão liberados para 354 mil trabalhadores da região que têm recursos no fundo de garantia.

“O que eu posso garantir ao povo do Rio Grande Sul, ao povo da região que foi prejudicada pela chuva, é que o Governo Federal não faltará no atendimento das necessidades do povo da região, seja pequeno e médio empresário, sejam moradores, sejam pessoas que perderam a casa. Nós vamos cuidar do povo com muito carinho, porque o povo não pode sofrer do jeito que está sofrendo”, disse o presidente.

Além de Lula, o vice-presidente Geraldo Alckmin e Juscelino Filho, estiveram na reunião os ministros José Múcio (da Defesa), Rui Costa (Casa Civil), Fernando Haddad (Fazenda), Wellington Dias (Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome), Simone Tebet (Planejamento e Orçamento), Marina Silva (Meio Ambiente e Mudança do Clima), Paulo Teixeira (Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar), Nísia Trindade (Saúde), Márcio Macedo (Secretária-Geral), Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação Social da Presidência), Jader Filho (Cidades) e Waldez Goés (Integração e Desenvolvimento Regional).

Informações do Ministério das Comunicações

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies