domingo, enero 29, 2023
HomeDPL NEWSUnifique investe em operação mais sustentável

Unifique investe em operação mais sustentável

A Unifique foi reconhecida pela excelência no tratamento de resíduos no seu Centro de Distribuição (CD), em Timbó, Santa Catarina, e recebeu o Certificado Lixo Zero. Segundo a operadora, é a primeira empresa de telecomunicações do país a receber o reconhecimento.

Para receber o selo, o CD passou por uma auditoria do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB), o qual constatou que a operadora alcançou o índice de desvio de aterro sanitário e industrial de 99,3%. A exigência mínima era de 90%.

Além de analisar a logística do descarte e a destinação de materiais no CD, o ILZB investigou os processos internos dos fornecedores e empresas recicladoras ou reutilizadoras de materiais que têm contrato com a operadora

“Toda a cadeia que trabalha no CD da Unifique deve seguir as mesmas normas de boas práticas. Para isso, treinamos nossos cerca de 200 colaboradores diretos e de empresas terceirizadas para que todos trabalhem em conformidade com as regras de sustentabilidade dos materiais que chegam e saem do nosso CD”, disse Anelise Tambosi Sdrigotti, assessora da presidência da Unifique e responsável pela implementação do selo Lixo Zero. A implementação do projeto demorou nove meses.

Os resíduos analisados foram materiais de rede e de transmissão de Internet e acesso à TVHD, como roteadores e fios usados na instalação de fibra óptica. A destinação de outros materiais como papel, papelão, madeira, isopor e plástico também foi auditada.

De acordo com os princípios Lixo Zero, todos os materiais descartados são recursos; e os resíduos não devem ser queimados em temperaturas acima de 100ºC, nem descartados em aterros sanitários.

A expectativa da empresa é que outras áreas, unidades e lojas da Unifique passem pelo mesmo processo de certificação Lixo Zero ao longo de 2022.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, jornalista de temas digitais, de telecomunicações e tecnologia e correspondente da DPL News no Brasil e em português.

LEER DESPUÉS