sábado, marzo 25, 2023
HomeBRASILUber Moto é suspenso em São Paulo

Uber Moto é suspenso em São Paulo

A Uber suspendeu o Uber Moto enquanto a prefeitura realiza estudos mais aprofundados sobre o serviço. O 99Moto teve o lançamento adiado.

A Uber anunciou a suspensão do Uber Moto em São Paulo enquanto a prefeitura realiza estudos mais aprofundados sobre o serviço. A novidade da plataforma foi anunciada no início do mês e, poucos dias depois, o prefeito Ricardo Nunes decretou a suspensão desse tipo de transporte por aplicativo.

Em nota, a empresa afirmou que a prefeitura realiza análises mais profundas por meio do grupo de trabalho técnico, do qual a Uber faz parte. “Em comum acordo, ainda que amparados em legislação federal que permite o serviço, suspendemos o Uber Moto em São Paulo enquanto continuamos trabalhando diretamente com o executivo municipal à procura de alternativas eficientes e inovadoras para a locomoção das pessoas que circulam na cidade”.

O serviço começou a ser testado no início do mês em áreas mais afastadas do centro, em horários específicos e onde já existe essa oferta de mobilidade. “Em pouco mais de 20 dias de operação, nenhum acidente com o uso da plataforma foi registrado”, afirmou a Uber.

A plataforma sustenta que em Fortaleza, no Ceará, onde o Uber Moto opera desde 2021, o número de mortes no trânsito vem caindo. O Uber Moto também existe em Recife, em Pernambuco, desde 2021. Na cidade, o número de mortes com motociclistas diminuiu 39% entre 2020 e 2021.

A Uber ainda lembrou que São Paulo tem desafios singulares e superlativos. “Hoje, mais de 42 milhões de viagens acontecem diariamente na cidade, nos mais diversos meios de transporte. São mais de 17.000 quilômetros de vias que, mesmo abastecidas por diferentes modais, ainda não atendem a toda demanda populacional”, diz a nota. 

99 

Segundo o Mobile Time, a 99 resolveu adiar o lançamento do 99Moto em São Paulo e fornecer mais dados para a prefeitura. A plataforma daria início ao serviço nesta terça-feira, 31.

Procurada, a 99 não retornou o contato da DPL News até a publicação desta nota.

Proibição em São Paulo

O prefeito de São Paulo assinou um decreto no começo do mês suspendendo a “utilização de motocicletas para a prestação do serviço de transporte individual remunerado de passageiros por meio de aplicativos”.

A justificativa foi a meta da cidade de diminuir o índice de mortes de trânsito para 4,5 por 100 mil habitantes, a necessidade de promover estudos sobre aspectos de segurança, cumprimento de legislação, entre outras questões.

As plataformas argumentam que a modalidade de transporte por motocicletas e sua intermediação por aplicativos são atividades legais, de acordo com a Lei Federal nº 13.640. O texto define o transporte remunerado privado individual de passageiros, mas não especifica o modal. Ou seja, não exclui nenhuma forma de transporte.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Escreve sobre regulação e mercado de telecomunicações, regulação tecnológica, direitos digitais e políticas públicas com ênfase no Brasil. É formada em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (USP).

LEER DESPUÉS