TIM leva 4G para mais de 4 mil municípios no Brasil

Leer en español

A TIM anunciou recentemente que ultrapassou a marca de 4 mil municípios atendidos com 4G no Brasil, antecipando a meta do final do ano. A operadora encerrou o mês de março operando a tecnologia em 4.121 cidades, o que corresponde a 73,9% de todos os municípios brasileiros.

A empresa pretende cobrir todas as cidades do Brasil com rede 4G até 2023. O objetivo faz parte da estratégia de investimentos contínuos em infraestrutura e na qualidade dos serviços.

A companhia também alega que os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraná, Santa Catarina e o Distrito Federal são totalmente cobertos pela sua quarta geração de telefonia móvel. Como resultado, a TIM foi eleita operadora líder em disponibilidade de sinal 4G para seus clientes no Brasil, de acordo com o relatório de 2020 da consultoria OpenSignal. A medida corresponde à proporção de tempo em que os usuários com um dispositivo 4G têm a conexão correspondente.

Dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) indicam que, apesar de a tecnologia da TIM cobrir uma área menor do país do que o serviço da Claro e da Vivo, ela atinge mais domicílios. São 83,23% de casas com disponibilidade do 4G da TIM, contra 81,9% da Claro e 82,18% da Vivo.

Energia solar

A operadora também comunicou na última semana que está usando energia solar para levar o sinal 4G a regiões de difícil acesso e sem energia elétrica disponível, usando sistemas off-grid para conectar antenas. A iniciativa está ligada às metas da operadora de usar fontes renováveis de energia, de ecoeficiência e de acesso à conectividade.

Cada site tem sua própria geração de energia solar com painéis fotovoltaicos e baterias de lítio, que garantem autonomia e mais capacidade para ciclos de carga e descarga, resultando em maior vida útil do equipamento.

Os dois primeiros sites off-grid estão localizados em São Paulo e foram ativados em fevereiro, com parceria da Highline. Um fica na cidade de Presidente Bernardes e fornece cobertura 4G para parte da Rodovia Castelo Branco. O outro está em General Salgado e atende a Rodovia Dr. Elyeser Montenegro Magalhães.

Ainda há 13 sites off-grid em fase de implementação em São Paulo, com a Highline, Santa Catarina, Pará e Acre, em parceria com IHS e Winity.

Mario Girasole, vice-presidente de Assuntos Regulatórios e Institucionais da operadora, afirma que o projeto faz parte das ambições ESG (ambientais, sociais e de governança, na sigla em inglês) da companhia. “Vai colaborar com a nossa meta de, até 2025, alcançar 80% de ecoeficiência no tráfego de dados e ter 90% do nosso consumo de energia proveniente de fontes renováveis, além de contribuir também com aspectos sociais ao promover a inclusão digital”.