Telefônica Brasil firma acordo para migração da telefonia fixa

Na manhã deste 24 de maio, a Telefônica Brasil anunciou, em fato relevante, a assinatura do Acordo de Autocomposição para Adaptação dos Contratos de Concessão do Serviço de Telefonia Fixa Comutada (STFC), junto à Anatel e o Tribunal de Contas da União (TCU). Dessa forma, a empresa passa do regime de concessão, para o de migração, cujo contrato já estava previsto para se findar em 2025.

O acordo põe fim a todos os processos administrativos e judiciais relacionados à concessão da telefonia fixa, o que favorece a prerrogativa da Anatel de favorecer o investimento e a inovação do setor de telecomunicações, bem como garantir a continuidade dos serviços aos consumidores com melhor qualidade.

Leia também: Espanha | Governo atinge 10% de participação na Telefônica

Também coube à Telefônica assumir compromissos para o desenvolvimento do setor, investindo em infraestrutura, pesquisa e desenvolvimento, inclusão digital e geração de empregos. Segundo apurou o periódico Teletime, os investimentos para os compromissos chegam a R$ 4,5 bilhões.

A Companhia garante ainda a manutenção do serviço de telefonia fixa em determinadas localidades até 2028, assegurando o acesso à comunicação para comunidades que ainda dependem dessa tecnologia.

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies