Receita da Claro chega a R$ 10,1 bilhões no 1T22

Leer en español

A receita líquida da Claro no primeiro trimestre de 2022 foi de R$ 10,08 bilhões, registrando um crescimento de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado. A operadora destacou o desempenho dos serviços móveis que teve um aumento de 11% nos ganhos.

Outro resultado interessante deste começo de ano foi a retomada do crescimento de banda larga fixa, registrando 14,6 mil novos clientes, e as menores taxas de churn (taxa de cancelamento dos clientes) dos últimos 8 trimestres.

Serviços móveis

Os ganhos com os serviços móveis cresceram 11% neste primeiro trimestre em comparação com o mesmo período de 2021, atingindo R$ 4,53 bilhões. Os números foram impulsionados pelo avanço da base de pós-pago, que cresceu 11,7%, adicionando 4,8 milhões de clientes.

No pré-pago, a Claro fechou março com 29,4 milhões de assinantes, aumentando 0,32% sua participação de mercado até fevereiro.

“Encerramos o 1T22 com um total de 71,8 milhões de clientes móveis, liderando o saldo líquido de portabilidade com 325 mil de linhas portadas no trimestre”, segundo a operadora.

A Claro foi reconhecida como a operadora com os clientes mais satisfeitos no serviço móvel na Pesquisa de Satisfação e Qualidade Percebida da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Serviços fixos e outros

A receita de serviços fixos foi de R$ 5,04 bilhões neste trimestre, registrando uma diminuição de 4,1% em comparação com o mesmo período de 2021.

Entre os serviços residenciais, a Claro informou que continua liderando o mercado de banda larga nacional, com 24,4% de market share em fevereiro de 2022, e de ultrabroadband (conexões acima de 34 Mbps), com 27,1% de market share.

A companhia destaca que alcançou as menores taxas de churn (taxa de cancelamento dos clientes) dos últimos oito trimestres na banda larga fixa e que sua cobertura total chegou a 36 milhões de domicílios em 392 cidades. Com a tecnologia FTTH (Fiber To The Home), a Claro chega a 188 cidades, atendendo 3,5 milhões de casas.

A empresa diz que segue líder absoluta em TV por assinatura, com 42,9% de participação de mercado. “Nossa principal estratégia é ter a mais ampla oferta de conteúdo disponível”.

No mercado corporativo, a Claro ressalta que todas as plataformas tiveram desempenhos relevantes, com destaque para Cloud (116,5%), banda larga móvel (35,9%), Segurança (35,8%), M2M/IoT (17,3%), Plataforma de Conectividade com Internet (14,8%) e Plataforma de Mobilidade (11,3%).

A companhia ainda informou que está reforçando seu posicionamento como Digital Service Enabler, com o objetivo de equipar as empresas com novas ferramentas voltadas para o 5G

Algumas de suas ofertas são a integração de informações de pacientes para clínicas e hospitais; solução de inteligência de dados para gerar insights para empresas, com base nos dados de mobilidade dos clientes; e o centro de excelência em agilidade que capacita seus clientes para que eles tenham um sistema organizacional mais ágil.

Compra da Oi Móvel

As informações sobre a compra de fatia da Oi Móvel não entraram neste relatório porque a compra foi concretizada em 20 de abril. Mas a Claro informou que a aquisição gera valor para a companhia, “pela oportunidade de aceleração do crescimento e da eficiência operacional por meio de sinergias”, para os clientes da Claro e da Oi, pois terão o serviço melhorado, e para o setor de telecomunicações, “que reforçará sua capacidade de investimento, inovação tecnológica e competitividade.”

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies