Projeto Cidades Inteligentes avança em Santa Rita do Sapucaí

As duas principais vias de acesso à Santa Rita do Sapucaí agora têm monitoramento de câmeras com leitura de placas de veículos e interligado ao sistema da Polícia Militar. A novidade faz parte do Projeto Cidades Inteligentes, coordenado pelo Inatel e financiado pelo BNDES. As câmeras podem identificar veículos roubados ou com irregularidades, como atraso em tributos. Além desses equipamentos, dez câmeras de reconhecimento facial também foram instaladas em pontos estratégicos do município. As câmeras serão integradas ao sistema de iluminação inteligente que já está presente em 40 postes e outros 600 receberão a solução neste mês.

O sistema de integração está sendo desenvolvido pela VS Telecom, com consultoria do Inatel. De acordo com o gerente técnico do projeto, Lucas Prado, o objetivo é mostrar a importância de um planejamento funcional para a integração das tecnologias e melhor utilização dos recursos.

Em Santa Rita do Sapucaí, além das câmeras e da iluminação inteligente já foram iniciadas as aplicações de rastreamento de frota de veículos públicos, um aplicativo para uso dos moradores e também medição de consumo de energia elétrica em prédio público. “Com a integração dos sistemas será possível a coleta de dados e transformá-la em informação. A previsão é que no segundo semestre sejam feitas várias análises com os dados coletados”, explica Lucas Prado.

Além de Santa Rita do Sapucaí, o projeto com o BNDES comtempla os municípios de Caxambu/MG, que instalou câmeras inteligentes e de identificação de placas, além de Piraí, no estado do Rio de Janeiro.

*Com assessoria de imprensa.