Portugal | Entrada da DIGI no mercado pode levar a “reações criativas” dos operadores, diz presidente da ANACOM

Sapo

Sandra Maximiano, lembrou que aceitou o desafio de presidir à ANACOM há 5 meses, referindo que o objetivo é promover uma regulação eficiente e eficaz, e sobretudo dinâmica, o que diz ser um ingrediente fundamental. Na sua intervenção no 33º Congresso da APDC falou sobre a utilização da Inteligência Artificial, a entrada do novo operador, a utilização do espectro e a situação das telecomunicações em Portugal.

Na área da Inteligência Artificial a presidente da ANACOM diz que o regulador não pode ficar para trás e pode usar a IA para várias áreas, desde a previsão de problemas de conformidade a antecipação de tendências e necessidades futuras da regulação ou monitorização do espectro. São áreas em que as equipas já estão a trabalhar, estando mais avançadas no tratamento e resolução de reclamações com o sistema Aexia, que pode evoluir para a identificação de padrões de insatisfação.

Ler mais…

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies