miércoles, octubre 5, 2022
HomeDPL NEWSO metaverso é o próximo passo da Internet: Meta

O metaverso é o próximo passo da Internet: Meta

Segundo Lester Garcia, executivo da Meta, o metaverso deverá ser aberto, interoperável e servirá para reduzir custos.

Leer en español

O metaverso será o próximo passo da Internet, definiu Lester Garcia, Head de Políticas Públicas e Conectividade para América Latina da Meta. O executivo abordou o metaverso do ponto de vista da empresa nesta quarta-feira, 29, durante o Painel Telebrasil.

Segundo Garcia, a nova Internet deverá continuar sendo aberta e interoperável. “O que é aberto? Hoje em dia tem diferentes formas de entrar nos metaversos. O futuro próximo deve permitir que qualquer serviço e webpage seja acessível por meio de ferramentas de realidade virtual”, explicou.

A questão da interoperabilidade significa que não terá o metaverso de Meta e o metaverso de outros grupos de empresas, “será um só metaverso”, disse Garcia. “Poderá haver empresas que oferecem um ou outro dispositivo, mas deverá ser interoperável, todos devemos ter acesso a um único metaverso.”

Outra característica desta próxima fase da Internet é a questão da imersão. “Não é só para o entretenimento, tem aplicações em educação e saúde. E maior imersão significa reduzir custos por meio de uma comunicação mais eficiente, com menos viagens, resolver problemas como o que tivemos na pandemia, de não poder ter interação presencial”, comentou.

Leia mais: Brasil y México, entre los 10 países que más desarrollan el metaverso

Metaverso precisará de sistemas, dispositivos e rede

O executivo da Meta ainda esclareceu que o metaverso demandará novos sistemas e dispositivos, como os óculos de realidade aumentada, e possibilitará a criação de novos produtos, como os gêmeos digitais, para fazer simulações e reduzir custos.

“É um caminho longo do ponto de vista comercial e tecnológico. A tecnologia está sendo desenvolvida, mas temos que trabalhar no Metaverse-ready Networks (redes prontas para o metaverso)”. Para isso, ele disse que a Meta está conversando com operadores de telecomunicações para entender quais são as velocidades e latências que serão necessárias no metaverso.

“É um trabalho de toda a indústria, de todas as tecnologias, é a construção de um novo ecossistema que deve ser aberto, interoperável e deve ser como é hoje a Internet: um espaço para todos e um espaço livre.”

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS