Mesmo com 5G em alta, venda de celulares despenca no 1º trimestre

No primeiro trimestre, o mercado brasileiro de aparelhos celulares registrou baixa de 11% em unidades vendidas. No período, foram comercializados 9,94 milhões de smartphones e feature phones, cerca de 1,24 milhão a menos do que nos mesmos meses do ano anterior. Em termos de receita, janeiro, fevereiro e março desse ano somaram cerca de R$ 15,2 bilhões, resultado 32,8% menor do que no mesmo período de 2022, quando o ticket médio dos dispositivos estava maior e as vendas foram melhores. Os dados são da IDC Brasil.

O estudo da consultoria mostra que a faixa de preço dos celulares mais vendidos no trimestre foi a de R$ 700 a R$ 999, representando 26% do total de vendas. Já em relação à conectividade, o volume de smartphones habilitados ao 5G vem crescendo rapidamente no mercado, sendo que, nos primeiros três meses do ano, teve uma alta de 31% em relação ao último trimestre de 2022.

“O consumidor tem demonstrado um maior interesse em adquirir um smartphone com 5G habilitado. Entendemos que o aumento da disponibilidade desses aparelhos no mercado contribui para uma maior competitividade de preço, deixando ainda mais atrativo ao consumidor os aparelhos com esse recurso”, avalia Andréia Chopra, analista de Pesquisa e Consultoria de Consumer Devices da IDC Brasil.

Informações da Abranet

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies