martes, enero 31, 2023
HomeBRASILHuawei vai conectar 120 milhões de pessoas em regiões remotas

Huawei vai conectar 120 milhões de pessoas em regiões remotas

A empresa se comprometeu a levar acesso à Internet para mais de 80 países até 2025.

Leer en español

A Huawei pretende levar conectividade a quase 120 milhões de pessoas que vivem em regiões remotas em mais de 80 países até 2025. O objetivo faz parte do compromisso assumido com a Partner2Connect Digital Coalition, aliança liderada pela União Internacional de Telecomunicações (UIT) e pelo Secretariado Geral da ONU para Cooperação Digital.

A novidade foi anunciada por Ling Hua, presidente da Huawei, durante o Fórum de Sustentabilidade de 2022. Ele disse que o acesso a uma rede estável é um requisito básico e justo na era digital e que esse seria o primeiro passo na transformação de pessoas excluídas digitalmente.

“Juntamente com as tecnologias digitais como a Nuvem e a Inteligência Artificial, a conectividade ajuda a aproximar as pessoas e a dar-lhes acesso a mais informações, conhecimentos e capacidades, e a melhores serviços e oportunidades de negócios. Isso, por sua vez, impulsiona o desenvolvimento social e econômico“, afirmou Hua.

O coordenador residente das Nações Unidas na China, Siddharth Chatterjee, também esteve no evento e comentou que o mundo precisa “urgentemente de cooperação digital para fomentar o potencial transformador da tecnologia, criar novos empregos, aumentar a inclusão financeira, diminuir as diferenças de gênero, estimular o desenvolvimento sustentável e remodelar nosso mundo para ser mais próspero e inclusivo”.

Soluções Huawei

Para levar Internet a locais mais remotos, que podem apresentar falta de energia e desafios de manutenção, a Huawei integra recursos tecnológicos de infraestrutura, energia, transmissão e antenas, segundo Cao Ming, presidente da Huawei Wireless Solution.

Dois exemplos de soluções usadas são RuralStar e RuralLink, utilizadas para áreas de difícil acesso. A Huawei já fornece conexão para mais de 60 milhões de pessoas em mais de 70 países com esses serviços.

A construção de redes de fibra óptica também é um caminho para levar o acesso à Internet para mais regiões. Por meio da solução AirPON, a Huawei reutiliza sites sem fio para construir redes de fibra de forma rápida e de baixo custo

Na África, a Huawei já instalou mais de 250 mil km de fibra, atendendo 30 milhões de residências com acesso à banda larga de alta velocidade.

A empresa ainda anunciou que trabalhará com parceiros para permitir que, até 2025, 500 milhões de pessoas desfrutem de serviços financeiros digitais e 500 mil, de educação inclusiva.

Inclusão educacional

No Camboja, a empresa vai trabalhar com o Ministério dos Correios e Telecomunicações e universidades para fornecer 10 mil oportunidades de treinamento para profissionais de tecnologia da informação e comunicação nos próximos cinco anos.

Para a região da América Latina e o Caribe, Jeff Wang, presidente de Relações Públicas e Comunicações da Huawei, disse na semana passada que já foram estabelecidos 178 laboratórios na região e realizados projetos no México e no Brasil voltados para a capacitação.

Wang explicou que a companhia já disponibilizou mais de 1.800 bolsas de estudos para os alunos se prepararem para o futuro. “À medida que avançamos no mundo digital, acreditamos que ninguém deve ser deixado para trás, por isso lançamos iniciativas inclusivas”, comentou.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, jornalista de temas digitais, de telecomunicações e tecnologia e correspondente da DPL News no Brasil e em português.

LEER DESPUÉS