Dell e Intel levam conectividade, saúde e educação à Amazônia

Leer en español

A Dell Technologies, Intel e a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) se uniram para um projeto que fornece Internet, tecnologia e serviços a 1.500 pessoas na floresta amazônica. A iniciativa Dell Technologies Solar Community Hub disponibiliza atendimento de saúde, monitoramento ambiental e cursos para jovens e adultos.

O Solar Community Hub fica na comunidade de Boa Esperança, no estado do Amazonas, e também atende outras comunidades ribeirinhas e indígenas. O local é abastecido por meio de energia solar e oferece alfabetização digital; treinamento de gestão de negócios voltados para as fontes de renda locais, como a venda de castanha do pará, açaí e óleo de copaíba; atendimento via telemedicina; e a FAS instalou um sistema de coleta de água da chuva.

O projeto também tem o objetivo de reduzir o desmatamento. Para isso, será implantado um Sistema de Alerta de Desmatamento do Imazon (SAD), que passará a identificar os cortes de árvores ou degradação ambiental na região da Amazônia.

O SAD usa satélites para mapear áreas de desmatamento na Amazônia e trabalha com agentes ambientais da base comunitária para identificar as áreas de risco. Com as informações e utilizando Inteligência Artificial, o programa cria modelos de probabilidade e geoestatísticos para prever locais de desmatamento no curto prazo com mais de 90% de precisão.

Leia também: MCTI e Finep investem R$ 15 milhões para transformação digital na Amazônia

“Ninguém entende a Amazônia melhor do que a própria comunidade. Ao capacitar os líderes comunitários locais com as habilidades e tecnologia certas, podemos começar a abordar o desmatamento de maneira mais significativa”, disse Diego Puerta, líder da Dell Technologies no Brasil.

O superintendente geral da FAS, Virgilio Viana, lembrou que a Solar Community Hub tem potencial de ser replicada em outros pontos da floresta e, com isso, contribuir para a redução do desmatamento e com a melhoria da qualidade de vida das comunidades ribeirinhas e das populações indígenas.

Para a Intel, o projeto está de acordo com suas metas para 2030, que preveem engajar indústrias, governos e comunidades para “revolucionar saúde e segurança com tecnologia; tornar a tecnologia totalmente inclusiva e expandir a prontidão digital”, segundo a empresa. A Intel destinou mais de R$ 420 mil à Solar Community Hub por meio do seu Programa IRTI (Iniciativa Tecnológica RISE).

A Dell tem o objetivo de usar sua tecnologia para alavancar iniciativas de saúde, educação e oportunidade econômica, e atingir 1 bilhão de pessoas até 2030. Além disso, a companhia também tem o compromisso com o avanço da sustentabilidade ambiental.

A iniciativa também conta com a Computer Aid International, Microsoft, como apoio educacional, e com o governo do estado do Amazonas, pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies