domingo, septiembre 25, 2022
HomeDPL NEWSClaro lança 5G em Brasília e São Paulo com espectro comprado no...

Claro lança 5G em Brasília e São Paulo com espectro comprado no leilão

Leer en español

A Claro estreou sua rede 5G em Brasília e em São Paulo na faixa de frequência 2,3 GHz, adquirida no leilão em novembro deste ano. Segundo a operadora, são as primeiras capitais a receberem o serviço.

“A Claro sempre esteve atuante no 5G, desde a montagem dos laboratórios de homologação da tecnologia, até a condução de pilotos e demonstrações experimentais ao lado de fornecedores e parceiros. Agora, com a possibilidade do uso do 2,3 GHz, avançamos mais um passo. É um espectro coringa, que pode ser utilizado tanto para o 5G quanto para o 4,5G, tem alta capacidade de transmissão e se adapta muito bem à realidade das capitais”, diz Paulo Cesar Teixeira, CEO da Claro para Consumo e PME.

Em Brasília, o serviço chegou primeiramente no bairro Asa Norte e, nos próximos dias, serão instaladas mais antenas na Asa Sul e no Setor Comercial. Os clientes da Claro que tiverem o celular compatível com a tecnologia poderão utilizar o 5G.

Na capital paulista, foi instalada uma antena na região do Itaim e uma na Vila Nova Conceição. A Claro ainda garante que, no primeiro trimestre de 2022, o sinal será ampliado para a região da Marginal Pinheiros, utilizando o espectro de 2,3 GHz tanto para 5G como para o 4,5G.

A operadora foi a primeira a lançar o 5G DSS (compartilhamento dinâmico de espectro) no Brasil, em julho de 2020. “Com uma rede moderna e bem estruturada, lançamos o 5G em Brasília e São Paulo na frequência de 2,3 GHz. Agora, aguardamos a liberação da faixa de 3,5 GHz para levar aos nossos clientes mais essa experiência, que irá estimular e impulsionar o ecossistema 5G”, acrescenta Teixeira.

A principal frequência para a prestação de serviço móvel no 5G é o 3,5 GHz, mas, diferentemente do 2,3 GHz, exige limpeza de faixa, o que deve adiar a ativação do sinal nesta banda.

No começo da semana passada, a Algar Telecom também anunciou o lançamento do 5G non standalone em cidades de Minas Gerais e São Paulo utilizando o 2,3 GHz, com o bloco comprado na licitação.

Leilão do 5G

A Claro foi a operadora que mais investiu em espectro no leilão do 5G, sendo responsável por R$ 1,7 bilhão em ofertas, 23,3% do total. A companhia garantiu 100 MHz na faixa de 3,5 GHz, levou cinco lotes de 50 MHz na faixa de 2,3 GHz para atender quase todas as regiões do Brasil e arrematou mais dois blocos de 200 MHz na banda de 26 GHz.

Além disso, Teixeira disse recentemente que a companhia também reservou Capex para demandas e soluções do segmento de negócios. Com os investimentos, a companhia tem tudo para ganhar a liderança do 5G no Brasil.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS