lunes, julio 4, 2022
HomeDPL NEWSClaro faz parceria com startup de drones para entregas usando 4G e...

Claro faz parceria com startup de drones para entregas usando 4G e 5G

Com o acordo, a operadora terá exclusividade realizar as operações da Speedbird Aero usando suas redes 4G, 4,5G e 5G

Leer en español

A Claro anunciou que fez parceria com a Speedbird Aero, empresa de soluções e tecnologia de drones no país, para realizar entregas aéreas usando a sua conexão. Com a parceria, a Claro passa a ter exclusividade no fornecimento de soluções em conectividade para todos os clientes da Speedbird Aero, por meio de suas redes 4G, 4.5G e 5G.

Segundo o Diretor de Logística da operadora, Hamilton Ricardo Pereira da Silva, a Claro será a primeira empresa do país, no mercado de telecomunicações, a possuir drone de carga autorizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) com rotas aprovadas pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA).

A Speedbird é uma das principais companhias de drone do mundo. No Brasil, ela trabalha em voos experimentais em Campinas e Franca para realizar entregas para empresas de delivery de comida e e-commerce, como o iFood. Seus drones são capazes de transportar produtos e medicamentos de até 8 kg.

“Teremos a oportunidade de expandir nossa capacidade de telecomunicação e, com a rede 5G, vamos garantir ainda mais que nossos drones permaneçam conectados para maior consciência situacional e posicionamento preciso”, comenta Samuel Salomão, chefe de Produto da Speedbird Aero.

5G no Brasil

Algumas cidades brasileiras já contam com o 5G da Claro através do compartilhamento dinâmico de espectro (DSS, na sigla em inglês). O sistema DSS usa as mesmas antenas e espectro de frequência da rede 4G, mas proporciona velocidades até 12 vezes mais rápidas que o 4G.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou as regras para a licitação do 5G em fevereiro deste ano e encaminhou o documento ao Tribunal de Contas da União (TCU). A proposta exige a construção de redes totalmente novas, somente para a nova tecnologia.

Após o aval do tribunal, a Anatel poderá fazer o leilão da rede. A expectativa é que a publicação do edital aconteça em agosto deste ano.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS