lunes, octubre 3, 2022
HomeDPL NEWSClaro coloca à venda ERBs adquiridas da Oi

Claro coloca à venda ERBs adquiridas da Oi

A Claro colocou à disposição do mercado 40% das ERBs compradas na operação da Oi Móvel; veja os preços.

Leer en español

Depois da TIM e da Vivo, foi a vez da Claro apresentar ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) as ofertas de Estações Rádio Base (ERBs) que foram adquiridas da Oi. A medida faz parte dos remédios impostos pelo Cade devido à compra da Oi Móvel pelas operadoras Claro, TIM e Vivo.

A Claro colocou à disposição do mercado 40% das ERBs compradas da Oi pelo prazo de seis meses. A companhia informa que as antenas estão disponíveis para aquisição no estado em que se encontram, por site ou localidade, “isto é, sem possibilidade de aquisição parcial ou de escolha entre equipamentos listados em um mesmo site/localidade pelo interessado”.

As ERBs serão vendidas sem garantia de funcionamento ou utilidade, mas os interessados em comprar o equipamento podem realizar vistoria de campo.

Relacionado: Clientes da Oi terão mais cobertura e maior qualidade de sinal: Claro

O documento ainda deixa claro que a venda de cada uma das ERBs “está condicionada à cessão […] e a respectiva assunção pelo Interessado, dos direitos e obrigações decorrentes do contrato em vigor com a Towerco (empresa detentora da infraestrutura onde as antenas estão instaladas) associado a cada uma das respectivas ERBs”. Ou seja, o interessado só pode comprar a ERB se herdar o contrato com a Towerco.

Os equipamentos colocados à venda pela Claro custam de R$ 5 mil a R$ 244 mil, variando de acordo com as tecnologias que suportam: 2G, 3G e 4G (nas frequências de 1800 MHz, 2100 MHz e 2600 MHz).

Compromisso pela compra da Oi Móvel

Como compromisso pela compra da Oi Móvel, Claro, TIM e Vivo também tiveram que apresentar ofertas de roaming nacional para prestadoras de pequeno porte e para operadoras de rede móvel virtual (MVNOs) antes do fechamento da operação com a Oi.

Os contratos variam de R$ 1,5 milhão, no caso da TIM, a R$ 8,25 milhões, no caso da Claro.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS