Brasil | Vivo tem maior receita com serviço móvel em 6 anos

A Vivo teve uma receita de R$ 11,033 bilhões no terceiro trimestre de 2021, o que representa um crescimento de 2,2% ao ano. A operadora destacou a aceleração na receita do serviço móvel, que teve a maior alta dos últimos seis anos, e a volta do aumento da receita fixa após quatro anos, impulsionado por FTTH (fiber to the home) e Dados Corporativos e TIC.

O lucro da empresa alcançou R$ 1,315 bilhão, um aumento de 8,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior, “em função principalmente do crescimento da receita e controle dos custos da operação”, informou a Vivo em comunicado.

Serviço móvel

A receita móvel total de R$ 6,453 bilhões, teve um avanço de 5,7% se comparado ao mesmo trimestre de 2020. Este foi o maior crescimento desde o segundo trimestre de 2015.

A Vivo explica que este resultado foi provocado pela expansão do 7,3% do segmento pós-pago. “Além do crescimento da base de clientes, reajustamos […] os planos controle e uma parcela do pós-pago puro, o que gerou um efeito positivo nas receitas do 3T21”, informou a empresa em comunicado.

A receita do pré-pago apresentou uma queda de 0,7%, o que a Vivo considera estável, mesmo com a alta inflação e a redução do valor do auxílio emergencial no período.

Já os ganhos com a venda de aparelhos apresentaram uma redução de 19,8%. Mas, segundo a operadora, isso foi resultado da venda acima do normal no mesmo período do ano passado e da redução da oferta de aparelhos em função da escassez global de componentes eletrônicos.

Serviço fixo

Nos serviços fixos, o trimestre encerrou com crescimento de 0,4% após 4 anos de redução na receita. Para a Vivo, o contínuo crescimento da Receita Core Fixa (FTTx, IPTV, Dados Corporativos e TIC, Atacado e outras receitas fixas) provocou a reversão.

“É resultado da decisão estratégica da companhia em focar seus investimentos em tecnologias mais avançadas, como fibra, e traz perspectivas positivas para o futuro”. Só em FTTH, os ganhos cresceram 37,2%.

A operadora afirma que o avanço de 17,1% da receita com Dados Corporativos, TIC e outros mostra que seu portfólio é completo. Nesta semana, por exemplo, a Vivo anunciou uma parceria com a Ânima Educação para criar uma plataforma com treinamentos online, ampliando seu ecossistema de serviços digitais.

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies