domingo, mayo 22, 2022
HomeDPL NEWSBrasil | Reclamações sobre serviços de telecom caem 24,4% em 2021

Brasil | Reclamações sobre serviços de telecom caem 24,4% em 2021

Leer en español

As reclamações de usuários sobre os serviços de telecomunicações caíram 24,4% em 2021, na comparação com o ano anterior. Os dados são da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

As informações da Anatel mostram que as queixas passaram de 2.949.334 em 2020 para 2.228.391 em no ano passado, uma diminuição de mais de 720 mil reclamações. Dezembro foi o mês com o menor número de reclamações, que caiu 28,7% em relação ao ano anterior.

“O setor fechou o ano com essa expressiva marca: uma queda de mais de 20% no número de reclamações. Redução que vem seguindo a tendência registrada ao longo de 2021. Desde abril, registramos reduções acima de 20%”, afirma Marcos Ferrari, diretor executivo da Conexis Brasil Digital.

Para ele, isso é resultado dos investimentos feitos pelas prestadoras. De janeiro a setembro de 2021, o setor investiu R$ 25,5 bilhões, um crescimento de 4,8% em relação ao mesmo período de 2020.

Além disso, Ferrari também atribui as quedas a medidas como o Não Me Perturbe, plataforma onde os usuários cadastram seus números para não receber chamadas indesejadas de telemarketing.

Todos os principais serviços de telecomunicações apresentaram diminuição no número de reclamações em 2020. A maior, de 43,7%, foi na TV por assinatura – que também passa por declínio da base de usuários. Na banda larga fixa, as queixas caíram 26,7% e, na telefonia móvel, a queda foi de 20,2%.

Esses índices são um avanço em relação a 2020, quando o número total ficou praticamente estável na comparação com 2019. Na ocasião, o serviço de banda larga fixa ainda teve crescimento das reclamações em 31,2%.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, periodista de temas digitales, telecomunicaciones y tecnología y corresponsal de DPL News en Brasil y lengua portuguesa. Editor, jornalista digital, de telecomunicações e tecnologia e correspondente do DPL News no Brasil e em português.

Publicidad

LEER DESPUÉS