domingo, noviembre 27, 2022
HomeTRANSFORMACIÓN DIGITALBrasil | John Deere alcança marca de 2 milhões de hectares conectados...

Brasil | John Deere alcança marca de 2 milhões de hectares conectados com Claro

Projeto Campo Conectado ainda contempla 3,5 milhões de hectares em negociação.

A John Deere, líder mundial no fornecimento de equipamentos e soluções tecnológicas para agricultura, construção e silvicultura, anuncia que chegou a 2 milhões de hectares conectados — além de 3,5 milhões em fase de negociação — provenientes da colaboração com a Claro no projeto Campo Conectado. A solução leva efetivamente a conectividade e a agricultura 5.0 ao campo brasileiro, a partir de um modelo inédito de instalação de antenas no qual o produtor não precisa fazer investimentos em infraestrutura de telecomunicações.

“Para desbloquear o potencial tecnológico do campo, a conectividade é a peça-chave. Com maior cobertura rural, as operações ficam mais inteligentes, aumentando a eficiência e melhorando a competitividade e a sustentabilidade da produção. O caminho para o sucesso da John Deere é pavimentado por nossa estratégia industrial inteligente e pelos resultados sustentáveis que nossas tecnologias integradas oferecem. Ao fornecer máquinas e aplicativos inteligentes e conectados, é possível revolucionar os sistemas de produção na agricultura e na construção para otimizar todo o valor econômico do cliente”, destaca Dan Leibfried, diretor de Inovação da John Deere para a América Latina.

Segundo a pesquisa 2022 Latam Enterprise Future of Connectedness, da International Data Corporation (IDC), para mais de 80% das empresas brasileiras, o poder transformacional do 5G se limita à melhora da conectividade. O estudo ainda mostra que, questionados sobre os principais benefícios que os dispositivos trarão para seus negócios, 88% dos entrevistados no Brasil concordam que o 5G será importante para conectar devices, enquanto 80% afirmam que ele será usado para estabelecer conexão com os escritórios, demonstrando a importância da mobilidade para a força de trabalho.

Por isso, ter uma área tão grande ligada à rede é um avanço que seria inimaginável há alguns anos, e a chegada do 5G torna todo o projeto Campo Conectado ainda mais recompensador para a companhia e para os produtores. Com a instalação da quinta geração tecnológica para redes móveis e de banda larga, os fatores que englobam a inovação agrícola são potencializados, e a John Deere sai na frente por já promover, desde a fabricação, a integração de seus produtos ao sistema da preferência de seu cliente, como CATM, NBIOT, 3G, 4G ou 5G.

Além disso, a maior parte dos equipamentos da empresa já sai de fábrica com um modem habilitado para conexões em diversas redes de dados. Produtores que não possuem o modem podem comprá-lo em qualquer concessionária da John Deere, e o serviço de comunicação remota com o Operations Center não tem custo para o cliente, que pode habilitá-lo para conectar suas máquinas e transmitir dados.

Hoje, são mais de 15 milhões de hectares conectados ao John Deere Operations Center no Brasil. Com o acesso contínuo à rede, produtores de todo o País poderão utilizar de forma mais orgânica a rede de inteligência da companhia para potencializar a produção e desbloquear o perfil inovativo dentro de suas propriedades. Independentemente da categoria da máquina que possuem, todos os produtores clientes da John Deere têm acesso ao ecossistema inteligente e integrado da empresa.

“Diversos clientes John Deere já estão em fase de implementação de conectividade, tanto para grãos quanto no setor sucroenergético. São clientes de diferentes tamanhos e perfis, de várias regiões do País, como São Paulo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso. A companhia continuará contribuindo com toda a sua expertise e de seus concessionários distribuídos em mais de 270 pontos de atendimento, alcançando todo território nacional”, finaliza o diretor.

*Com assessoria de imprensa.

DPL News
DPL Newshttps://dplnews.com/
Digital Policy & Law es una empresa especializada en el análisis estratégico de las políticas públicas de telecomunicaciones, TIC y economía digital.

Publicidad

LEER DESPUÉS