Angola Cables e EllaLink reduzirão latência de tráfego em até 60% entre Latam e Europa

 Um acordo firmado entre Angola Cables e EllaLink promete reduzir a latência de transmissão nos cabos submarinos Monet e EllaLink em até 51% e 60% nas rotas de São Paulo para Lisboa, em Portugal, e de Fortaleza para Lisboa.

Em comunicado, Philippe Dumont, CEO da EllaLink, afirma que a colaboração entre as empresas é importante para aproximar a Europa da América Latina, facilitando o tráfego internacional de dados em massa e proporcionando uma conectividade mais eficiente entre essas regiões.

Com maior velocidade na transmissão dos dados, as empresas esperam melhorar a conectividade entre o país sul americano e os principais mercados europeus como Londres, Amsterdã, Frankfurt e Madrid.

Relacionado: Angola Cables construirá segundo data center na Praia do Futuro

Ressalta-se que o cabo submarino EllaLink é responsável pela conexão entre essas regiões, conectando cidades como Sines, Lisboa, Madrid e Marselha, na Europa, com Fortaleza, São Paulo e Rio de Janeiro, no Brasil.

Para Ângelo Gama, CEO da Angola Cables, enfatiza que essa redução na latência trará benefícios significativos para uma variedade de setores, incluindo compartilhamento de conteúdo, serviços em nuvem, serviços financeiros, jogos e entretenimento. 

dplnews latencia angola cables ellalink mf13324

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies