Anatel recebe primeiros resultados de testes 5G na Indústria 4.0

Leer en español

O lançamento do Open Lab 5G, do Grupo WEG/V2COM, nesta quarta-feira, 28, contou com a presença da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). O objetivo do espaço é realizar testes para acelerar o desenvolvimento de soluções da indústria 4.0.

Da Anatel, Leonardo Euler de Morais, presidente da agência, e Vinícius Caram, superintendente de Outorga e Recursos à Prestação, visitaram o local. Da ABDI, o presidente Igor Calvet participou do evento.

O Open Lab 5G, localizado em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, foi anunciado em março do ano passado, como uma parceria da Nokia, da WEG e da ABDI. Em novembro, a Anatel e a ABDI assinaram um Acordo de Cooperação Técnica para testar o desempenho e convivência das redes privativas do 5G. 

Resultados

Os resultados referentes aos experimentos do primeiro semestre deste ano foram apresentados no evento. Para Guilherme Spina, diretor da V2COM, os testes revelaram que a tecnologia 5G oferece níveis de segurança, qualidade de tráfego, estabilidade e alta velocidade superiores aos oferecidos pelo 3G e 4G. 

“O principal destaque é a confiabilidade, o que faz com que os dados sejam enviados e recebidos de forma muito mais estável entre os dispositivos conectados à rede, tornando-a mais ágil e resiliente”, explica Spina.

As informações serão utilizadas pela Anatel para melhorar a gestão do espectro e permitir à indústria acesso a um portfólio de soluções de conectividade mais eficiente e robusto.

“Além disso, os testes vão gerar dados para novos modelos de negócios. Com esse projeto, a ABDI cumpre sua missão de tornar acessível ao setor produtivo as tecnologias existentes, para o alcance de maior eficiência, produtividade e competitividade”, completou Calvet, da ABDI.

Teste

De acordo com a ABDI, as provas aconteceram com a utilização de duas redes 5G: uma provida por operadora de telecomunicações e, outra, privada com infraestrutura local.

As antenas 5G instaladas na fábrica da WEG possibilitaram a comunicação Wi-Fi com um Robô Logístico, que entrega e recebe peças em quatro pontos diferentes de coleta. Quando o trajeto está obstruído, a máquina identifica rotas alternativas.

Um robô de inspeção, que utiliza Realidade Virtual, também foi testado. Com o equipamento, os funcionários podem fazer o acompanhamento da produção de forma remota.

E, por fim, uma câmera inteligente foi colocada para identificar, na entrada da fábrica, se os colaboradores estão utilizando máscara de proteção contra Covid-19. Outra câmera identifica defeitos em um determinado produto, utilizando Inteligência Artificial.

Para as provas em ambiente industrial, a WEG teve o acompanhamento da Anatel e parceria da Qualcomm, Ericsson, Nokia e da Claro.