martes, enero 24, 2023
HomeBRASIL5G5G | Positivo e 11 ISPs vão levar notebooks e conectividade a...

5G | Positivo e 11 ISPs vão levar notebooks e conectividade a escolas

A EACE selecionou os primeiros fornecedores para o projeto de levar conectividade às escolas públicas, compromisso do edital do 5G.

A Entidade Administradora da Conectividade de Escolas (EACE) divulgou as primeiras empresas contratadas para fornecer conectividade às escolas do projeto piloto. A empresa foi criada pelo edital do 5G, para atender o compromisso de levar acesso à Internet às escolas públicas de educação básica.

Até o momento, foram contratadas 11 provedores de Internet, uma empresa para fornecer rede interna e a Positivo foi selecionada para fornecer equipamentos de informática.

Veja os provedores contratados em cada cidade:

  • Baía da Traição (PB) – Mega Telecom (17 escolas);
  • Berilo (MG) – Inforcenter (23 escolas);
  • Pau D´arco (PA) – Wm Telecom (11 escolas);
  • Santa Luzia do Itanhy (SE) – Acesso Net (13 escolas), Infotec (6 escolas) e ZapNet (2 escolas);
  • Silva Jardim (RJ) – Linejet (21 escolas);
  • Espigão D´Oeste (RO) – Comandos (22 escolas);
  • Entre Rios (SC) – Polli Telecom (10 escolas, em processo de formalização);
  • Cavalcante (GO) – Cavalcante Net (5 escolas, em processo de formalização), 17 escolas a definir;
  • Gaúcha do Norte (MT) – Evolve (6 escolas, em processo de formalização), 9 escolas a definir;
  • Coronel Domingos Soares (PR) – 15 escolas em negociação.

Segundo a EACE, 68 das 177 escolas já estão com a rede ativada.

A entidade também selecionou a Bedutech para fornecer a rede interna de todas as 177 escolas. As instalações em Santa Luzia do Itanhy e na Baía da Traição começaram neste mês.

Equipamentos

O compromisso ainda inclui a contratação de notebooks, carrinhos de armazenamento e recarga, projetores e telas de projeção. A EACE analisou duas possibilidades de fornecimento: aquisição ou HaaS (hardware as a service) com aquisição ao final do contrato de 36 meses.

Ao comparar os dois cenários e as propostas das empresas – Arklok, Claro, Golden, Positivo e Asuris –, a entidade recomendou seguir na modalidade HaaS com a Positivo. A companhia teve destaque na matriz de avaliação técnica, apresentou proposta 15% menor do que o segundo proponente e teve vantagem no cronograma da entrega.

Mirella Cordeiro
Mirella Cordeiro
Editora, jornalista de temas digitais, de telecomunicações e tecnologia e correspondente da DPL News no Brasil e em português.

LEER DESPUÉS