22% das grandes cidades possuem estratégia de transformação digital

Os municípios brasileiros estão buscando a transformação digital, com 22% das grandes cidades com estratégia em vigor e 61% com plano em elaboração. As maiores preocupações apontadas são a baixa integração de informações e sistemas e a proteção de dados. Os dados são do Mapa de Governo Digital 2022, apresentado recentemente pelo Ministério da Economia (ME).

O estudo mede o nível de maturidade de transformação digital das maiores cidades do país e foi conduzido pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do ME, com o apoio do MacroPlan.

A pesquisa foi realizada entre gestores de 52 cidades de um universo de 155 municípios com populações acima de 200 mil habitantes. Apesar de representar apenas 2,8% das cidades do país, os 155 municípios representam 46,8% da população e produzem 59% do produto interno bruto.

Relacionado: Brasil aposta em GovTechs para melhorar governo digital

Resultados

O Mapa de Governo Digital mostra que os municípios têm melhorado a infraestrutura de tecnologia da informação e comunicação (TIC), mas problemas antigos persistem, como a baixa integração de informações e sistemas e a falta de transparência de dados –  cerca de 18% dos entrevistados classificou como ruim ou muito ruim. 

Outros problemas são o protocolo de proteção de dados e adequação à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, apontado por 32% como ruim ou muito ruim, e práticas de gestão de riscos cibernéticos, listado por 30% como ruim ou muito ruim.

A boa notícia é que o estudo indica tendência de institucionalização do esforço de transformação digital – 22% possui um plano ou estratégia e 61% diz que está em elaboração. O financiamento costuma ser com recursos próprios – 77% dos municípios pesquisados dizem não contar com fontes externas para executar seus projetos.

Leia também: Nova carteira de identidade do Brasil tem versão digital e QR Code

As prefeituras se mostram preparadas para as mudanças, pois 67% declarou possuir uma equipe dedicada a promover a agenda da transformação digital em seu município. Outra iniciativa interessante é que 80% dos municípios promovem capacitações recorrentes dos servidores para desenvolver competências digitais.

A pandemia acelerou a digitalização dos serviços ao cidadão e pressionou as prefeituras à integração dos serviços e processos. Os principais motivos que levam os municípios a buscarem a digitalização é ampliar a oferta de serviços digitais aos cidadãos; aumentar a eficiência pública e reduzir gastos; e digitalizar documentos e processos internos da prefeitura.

Desafios

Por fim, o estudo mostrou uma lista de 10 desafios estratégicos a serem superados para habilitar a transformação digital dos municípios:

  1. Ampliação da digitalização dos serviços públicos.
  2. Inclusão e alfabetização digital do cidadão.
  3. Contratação de soluções inovadoras.
  4. Patrocínio de lideranças, com conscientização dos gestores de alto escalão.
  5. Segurança de dados.
  6. Conversão dos sistemas legados.
  7. Redesenho de processos.
  8. Fomento às competências digitais.
  9. Retenção de times TIC.
  10. Garantia de recursos financeiros para constante atualização e manutenção do processo.

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.

ACEPTAR
Aviso de cookies